Institucional
Sobre o Elas
Conselhos e equipe
Fundadoras
Sobre o Elas
Conselhos e equipe
Concursos
Como contribuir
Trabalho voluntário
Notícias
Fale conosco
Fale conosco
 
Assine nosso boletim
Nome
E-mail
 
   
 
   
   
   
Siga-nos no Facebook! Siga-nos no Twitter! Conheça nosso canal no YouTube!

Notícias

Visibilidade lésbica: PL reprovado, mas ativistas seguem nas ruas (17/8/2017)
ELAS

Construído coletivamente com ativistas lésbicas do Rio de Janeiro e proposto pelo mandato da Vereadora Marielle Franco (PSOL), o PL da Visibilidade Lésbica foi reprovado ontem na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro.
 
Foi feita uma chamada do mandato da Marielle Franco para movimentos sociais de lésbicas para a construção desse projeto de lei, que visa instituir o Dia da Visibilidade Lésbica, inserindo a data, que é um importante marco de luta do movimento de mulheres lésbicas, no calendário oficial da cidade.
 
"Estamos lutando para que esse dia, que já existe, pois nós já estamos na rua todos os dias falando das demandas das lésbicas - para que esse dia seja um dia de debate das nossas demandas e questões sobre saúde, segurança, nossas demandas específicas dentro da sopa de letrinhas LGBT", explica Cristiane Furtado, da Coletiva Sapa Roxa e da Frente Lésbica do Rio de Janeiro.
 
O PL foi recusado por apenas 2 votos de diferença (19 a 17) em votação ocorrida ontem, dia 16 de agosto de 2017. "Perder foi muito duro, achávamos que o PL seria aprovado. O que vimos foi a Câmara dizendo que isso não era necessário. O vereador Tarcísio Motta disse que já foram aprovadas 12 datas religiosas só este ano, mas nós não podemos ter um dia para tratar das nossas vidas, das nossas demandas. O que disseram com essa reprovação foi que nossas vidas não importam. O que vemos é uma maioria de homens brancos tomando decisões sobre nossas vidas, empreendendo uma política de genocídio das vidas que não interessam", lamenta Cristiane.
 
Apesar da reprovação do PL, a Frente Lésbica do Rio de Janeiro segue firme em sua luta por direitos, promovendo diversas ações no Mês da Visibilidade Lésbica: "Há várias atividades espalhadas por toda a cidade nesse Mês da Visibilidade Lésbica. Estamos planejando fazer uma caminhada no ano que vem. No dia 29 estaremos na Maré apoiando as atividades do Coletivo Resistência Lesbi de Favelas. No dia 30 a Frente Lésbica realiza o Ocupa Sapatão a partir das 18h na Cinelândia. Vamos tentar também a aprovação de um protocolo de saúde para orientar o atendimento médico de lésbicas - coisas muito graves acontecem conosco no âmbito da saúde, é comum termos um atendimento muito desumanizado", diz a ativista.
 
Sobre o Dia da Visibilidade Lésbica
 
29 de agosto é o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica. A data teve início em 1996, com o Primeiro Seminário Nacional de Lésbicas, organizado pelo Coletivo de Lésbicas do Rio de Janeiro, cofundado por Neusa Das Dores Pereira, que também é cofundadora do Fundo ELAS.
 
Confira algumas atividades da intensa agenda que os movimentos sociais lésbicos estão levando para as ruas por todo o país ao longo do mês de agosto:
 
 
O Blog Gorda & Sapatão reuniu mais alguns eventos aqui.
 
 
 
Rua Hans Staden, 21 - Botafogo, Cep 22281-060 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel +55 (21) 2286-1046 / Fax 55 (21) 2286-6712 - E-mail: elas@fundosocialelas.org
Site desenvolvido por FW2 Agência Digital